A Dom Helder Câmara recebeu, nesta quarta e quinta-feira (23 e 24), o seminário ‘A prostituição: uma abordagem desde os direitos humanos’. O evento integrou projeto 'Diálogos pela Liberdade', desenvolvido pelo Instituto Oblata Brasil em parceria com a Pastoral da Mulher de Belo Horizonte.

“Desejamos aprofundar e ampliar o debate sobre a vulneração dos Direitos Humanos na prostituição. E, enfrentando os preconceitos nesse âmbito, refletir sobre as políticas para combater a violência e a discriminação”, afirmou a Irmã Ivoni Grando, representante do Instituto Oblata Brasil. 

Também participaram da abertura os debates o coordenador da Pastoral da Mulher, José Manuel Uriol; o Secretário de Estado de Direitos Humanos, Nilmário Miranda; o vereador Pedro Patrus, integrante da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Belo Horizonte; e a professora Valdênia Geralda de Carvalho, diretora financeira da Dom Helder Câmara e integrante do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos de Minas Gerais (CONED/MG).

“Como futuros operadores do Direito e juristas, vocês não devem se envergonhar de defender os direitos humanos, pois eles são universais, para todos e todas. Não existem subcategorias de pessoas e nem pessoas inferiores a outras”, destacou Valdênia, dirigindo-se aos estudantes presentes na plateia.

Confira a notícia completa!