Pular para o conteúdo
h2 class="titulo-posts">Categoria: NEP


Acadêmico Nota 100: Como se preparar bem para as avaliações?

O tema do Acadêmico Nota 100 da próxima terça-feira (17) será Como se preparar bem para as avaliações?. Os professores Adair Rocha e Cláudia Madrona convidam a todos os alunos interessados em conhecer orientações importantes para se preparar para as avaliações.

Por que o aluno precisa aprender a se preparar bem para as avaliações? A boa preparação para avaliações tem demonstrado ser uma das grandes necessidades dos acadêmicos. De acordo os levantamentos do Núcleo de Ensino Personalizado (NEP), 89% dos estudantes têm uma visão negativa das avaliações. Além disso, eles não se preparam adequadamente e ficam muito ansiosos diante desta exigência acadêmica. O que devo fazer para me preparar bem? Nosso objetivo é oferecer ao aluno a oportunidade de aprender algumas estratégias para se preparar bem para o momento da avaliação.

ATIVIDADE DO NEP: Como se preparar bem para as avaliações?
PROFESSORES: ADAIR ROCHA e CLÁUDIA MADRONA
DATA: 17 de MARÇO
HORÁRIO: Manhã: 11h30min às 12h30min – Noite: 17h20min às 18h20min
LOCAL: SALA 51/PRÉDIO I
VALIDAÇíO: 3 HORAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NA ÁREA DE ENSINO
VAGAS: 60
CONTATO: NEP (2125-8802)
VALOR DA INSCRIÇíO: R$12,00 (cobrados no próximo boleto)

INSCREVA-SE ONLINE ATÉ O DIA 17/03/2020
OBSERVAÇíO: Somente poderão participar aqueles inscritos pelo Portal Acadêmico

Como lidar com as redes sociais sem perder o foco nos estudos?

O Núcleo de Ensino Personalizado (NEP) promoverá, no dia 3 de março, uma nova edição do Acadêmico Nota 100 com o tema “Como lidar com as redes sociais sem perder o foco nos estudos?”. O curso será ministrado pelos professores Cláudia Madrona e Adair Rocha na parte da manhã, de 11h30 às 12h30, e à noite, de 17h20 às 18h20. A participação no evento contará como três horas de atividades complementares.

O tema foi proposto com o intuito de ajudar os alunos a administrarem o uso das redes sociais sem deixar de estudar. Segundo o Relatório Digital 2020, as redes sociais já atingiram mais da metade da população mundial em 2020, sendo mais de 3,8 bilhões de mídias sociais ativas no início deste ano. Só no Brasil, em 2019, 140 milhões de usuários estavam ativos nas mídias sociais e 130 milhões desses usuários as utilizam via celular (61% da população). Outros estudos apontam que as redes sociais consomem 38% do tempo da vida dos profissionais hoje em dia.

De acordo com dados do NEP, 75% dos alunos matriculados no curso de Direito relatam interferências das redes sociais durante seu tempo de estudo. Portando, o Acadêmico Nota 100 pretende levantar discursões como “quais consequências as redes sociais podem trazer para os estudantes além das interferências?” e “que mudanças no comportamento humano tem sido provocado pelo uso excessivo de redes sociais?”.

Acadêmico Nota 100 – Como lidar com redes sociais sem perder o foco nos estudos?
Professores: Adair Rocha e Cláudia Madrona
Data: 3 de março
Horário: Manhã: 11h30 às 12h30
Noite: 17h20 às 18h20
Local: Sala 51, prédio 1
Vagas: 60
Contato: Recepção
Valor da Inscrição: R$12 (cobrados no próximo boleto)
3 horas de atividades complementares na área de ensino

INSCREVA-SE ATÉ O DIA 03/03/2020
Somente poderão participar aqueles inscritos pelo Portal Acadêmico

NEP divulga edital para seleção de monitores acadêmicos

Termina nesta sexta-feira (14) o prazo para inscrição no processo seletivo de Monitores Acadêmicos realizado pelo Núcleo de Ensino Personalizado (NEP). Os classificados na análise curricular participam de etapa de entrevista na próxima segunda-feira, dia 17 de fevereiro. O resultado final está previsto para o dia 19 de fevereiro e a primeira reunião geral acontecerá no dia 7 de março.

CLIQUE AQUI E CONFIRA O EDITAL

Bolsa

Os monitores receberão uma bolsa de estudo que varia de 30% (trinta por cento) a 40% (quarenta por cento) sobre o valor de sua mensalidade, bem como horas de atividades complementares.

Monitoria acadêmica

A Monitoria Acadêmica é um instrumento da Pedagogia Inaciana da Dom Helder, cuja finalidade é qualificar a dinâmica ensino-aprendizagem na busca pelo Magis Inaciano.Os monitores participam de encontros de formação e acompanham a aplicação desse método durante as aulas.

Direito e cinema: Monitoria estimula debate sobre Direito Penal

O Centro de Simulação e Intercâmbio (CSI) proporcionou à comunidade acadêmica, no último dia 8, mais uma sessão de cinema. O evento faz parte da projeto Direito e Cinema e tem como um dos seus objetivos oferecer ao estudante o acesso a filmes de qualidade, comentados por professores e por estudiosos do assunto.

Nessa edição, a proposição do filme ficou à cargo do projeto Disciplinas Transversais em Direitos Humanos e da Monitoria Acadêmica. O primeiro projeto capitaneado pela professora Mariza Rios e o segundo pelo professor Rogério Vieira, coordenador do Núcleo de Ensino Personalizado (NEP). Os temas escolhidos para serem retratados foram: direito penal, pena de morte, justiça e sociedade.

Como mote às discussões, os monitores apresentaram o filme A vida de David Gale, do diretor Alan Parker, e utilizaram o aplicativo Mentimeter, ferramenta que oferece feedback em tempo real às questões propostas a uma plateia.

O aplicativo recolhe as impressões e representações de grupos sobre temas em questão e as apresenta para o debate, oportunizando rapidez, praticidade e eficiência na abordagem das informações. Nesta edição do Direito e Cinema, por exemplo, tivemos mais de 250 inscritos, que responderam questões sobre a realidade carcerária no Brasil e nos Estados Unidos, país em que o longa-metragem foi filmado. As repostas da plateia foram apresentadas e as informações, pesquisadas antes pelos monitores, trabalhadas com o público presente. Ao final, a promotora de Justiça e professora da Dom Helder Andréa Bahury fez uma síntese dos trabalhos.

Como responsável pela coordenação da Monitoria Acadêmica quero agradecer a profa. Mariza pelo convite à parceria, agradecer a professora Danielle Ladeira pela apoio e envolvimento no trabalho e de maneira especial aos monitores e monitoras, que se empenharam sobremaneira na organização e na pesquisa dos temas, trabalho refletido no sucesso do evento. Demonstraram grande competência, comprometimento e responsabilidade.

NEP oferta nova oficina do projeto Acadêmico Nota 100

O tema do Acadêmico Nota 100 do dia 12 de novembro será “Deu Branco: o que fazer quando o cérebro paralisa na hora da avaliação?”. Os professores Cláudia e Adair convidam a todos os alunos interessados em aprender como superar este desafio.

Por que o aluno tem piores resultados em avaliações e testes decisivos? Isto já aconteceu praticamente com todos os alunos em algum momento de suas vidas. Alguns alunos se preparam bastante com antecedência e outros se preparam muito em cima da hora. Porém, quando chega o momento de mostrarem o que aprenderam: “deu branco”. Esta experiência frustrante acontece com a maioria das pessoas de diferentes profissões (entrevista de emprego, errar um pênalti na final de um campeonato, etc) segundo estudiosos como a renomada cientista Sian Beilock.

Como superar esta situação? Nesta Oficina, os professores Cláudia e Adair, do Núcleo de Ensino Personalizado (NEP), objetivam ensinar estratégias para lidar com a pressão e evitar os bloqueios causados por ela. Apresentarão também uma série de “ferramentas rápidas” que poderão aumentar seu desempenho acadêmico e orientações extras para superar situações acadêmicas estressantes.

ATIVIDADE DO NEP: Deu Branco: o que fazer quando o cérebro paralisa na hora da avaliação?
PROFESSORES: ADAIR ROCHA e CLÁUDIA MADRONA
DATA: 12 DE NOVEMBRO
HORÁRIO: Manhã: 11h30 às 12h30 – Noite: 17h20 às 18h20
LOCAL: Sala 51, Prédio I
VALIDAÇíO: 3 HORAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NA ÁREA DE ENSINO
VAGAS: 60
CONTATO: 2125-8802 – NEP
VALOR DA INSCRIÇíO: R$12,00 (gerado no boleto até o dia 10 de novembro)
INSCREVA-SE ONLINE
OBSERVAÇíO:Somente poderão participar aqueles inscritos pelo Portal Acadêmico

Proficiíªncia Acadíªmica: inovação, tecnologia e excelíªncia

Foi realizado no segundo semestre de 2019, mais especificamente nos meses de setembro e outubro, mais uma edição da Proficiência Acadêmica da Graduação. Trata-se de uma atividade institucional, de cunho acadêmico, cujo projeto é realizado semestralmente pelo Núcleo de Ensino Personalizado (NEP) com os discentes matriculados entre o primeiro e o sexto período do curso de Direito da Dom Helder Escola de Direito. O objetivo da Proficiência Acadêmica é trabalhar temas e assuntos atuais de diversos ramos do Direito – Civil, Penal e Constitucional -, bem como o desenvolvimento das habilidades e competência linguísticas na busca pelo Magis acadêmico.

Nesta última edição, a Proficiência Acadêmica contou com mais uma inovação metodológica em suas atividades: foi realizada na sala das novas metodologias. Trata-se de um ambiente de aprendizagem cuidadosamente projetado para a aplicação de métodos invertidos de aula, equipado com recursos tecnológicos de última geração, no qual os discentes podem potencializar seus estudos por meio de pesquisas acadêmicas na doutrina, na jurisprudência e na legislação, presente em plataformas e sites especializados como, por exemplo, o Vlex.

Neste novo formato de aulas compartilhadas e com a disponibilidade dos recursos tecnológicos, o discente ganha mais autonomia e possibilidades de estudo. Além disso, as aulas que passam a ser oferecidas nas salas da nova metodologia, propiciam ambientes mais adequados a debates, exposições, seminários e “gameficações”. Tudo isso em plataformas de aprendizagem e com recursos tecnológicos de última geração.

Na atual metodologia utilizada na Proficiência, o discente é o protagonista do seu aprendizado e, com as orientações dos professores, tem a oportunidade de se atualizar em temáticas contemporâneas sobre tendências e decisões do meio jurídico.

A Proficiência Acadêmica é coordenada por uma comissão gestora formada pelos professores Adair Rocha, Cláudia Madrona, Enio Biaggi, Maria Carolina, Renato Andrade e pela funcionária Jessica Marques, mediante a supervisão do professor Rogério Vieira, coordenador do NEP.

Confira as fotos:

Fotos NEP: Estudante em Cena

O Núcleo de Ensino Personalizado (NEP) promoveu, na última semana, novos encontros do projeto Estudante em Cena. No turno da manhã, os professores Adair Rocha e Cláudia Madrona conversaram com os alunos Edslanio Souza Silva, Jadna Cristina e Germanio de Souza Ferreira.

No turno da noite, foram entrevistados os estudantes Fernanda Viegas Ribeiro e Henrique de Almeida Santos.

Proposta

O Estudante em Cena é um espaço de diálogo, de intercâmbio de experiências, de incentivo ao protagonismo discente inspirado no Magis da Pedagogia Inaciana. Possui um formato simples: entrevistas com alunos que, ao longo do curso, se destacaram na sua qualificação discente. Os alunos participantes do evento também são convidados a elaborar perguntas para os convidados e a compartilhar as suas dúvidas e expectativas em relação aos depoimentos dados.

Confira as fotos:

NEP promove palestra ''Aprendendo com os aprovados em concurso público''

Por Larissa Troian

Ao iniciar a trajetória de estudos para concursos públicos muitas dúvidas surgem. Como se organizar? Como estudar? Quantas horas a se dedicar aos estudos? Quais estratégias adotar? Quais técnicas de estudos utilizar? Quais erros precisamos estar atentos para não cometer? Foi pensando nisso que na manhã do último sábado (28) o Núcleo de Ensino Personalizado (NEP) promoveu o evento “Aprendendo com os aprovados em concurso público”.
Com coordenação de Adair Rocha e Claudia Madrona e participação aberta ao público, o evento reuniu mais de 200 pessoas na cobertura da Dom Helder.

A convidada Sophia Goreti, juíza do Tribunal de Justiça de Minas Gerais ministrou a palestra chamando mais cinco concursados para falar sobre suas experiências com as provas de concurso público: Jennefer Caldeira e Gabriel Ciríaco, delegados da Polícia Civil, Daniel Henrique e Lílian Lícia, juízes do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e Dayane Cristina, técnica do seguro social.

Sophia iniciou o evento apresentando alguns prós e contras de ser concursado. Entre os prós estavam a remuneração atraente e o reconhecimento social. A juíza brincou que após ser aprovada no concurso, deixou de ser reconhecida como Sophia para ser chamada de “a juíza do TJMG”. Já nos contras, Sophia citou a possibilidade de mudança de cidade após a aprovação e o processo dificílimo da realização das provas. Para ela, conforme “a gente se prepara, estuda para os concursos ao longo do tempo, a gente se sente cada vez mais confortável para realizar as provas”. A juíza citou a fase da prova oral como talvez uma das mais difíceis de todo o processo: “O que deixa a gente aflito é ter que responder de ‘bate e pronto’, pois não somos acostumados com esse tipo de teste”.

O ex-aluno da Escola Superior Dom Helder Câmara, Gabriel Ciríaco, contou que nunca foi um aluno muito dedicado, mas que a tomada de decisão foi importante para alavancar os seus objetivos: “Na Dom Helder eu consegui construir fundamentos e base de cada ramo do Direito. Foquei no que eu queria e comecei a prestar as provas de concurso público. Foram incontáveis as reprovações, mas a aprovação chegou, e atuo como delegado da Polícia Civil há sete anos”.

Para todos eles, é de suma importância que os concurseiros tenham persistência, resistência, foco, determinação e disciplina. “A gente chora após uma reprovação, mas logo surge outra oportunidade e novamente enfrentamos de cabeça erguida”, frisou Sophia.

Os convidados abriram o evento para o público tirar dúvidas e debater sobre os processos do concurso, desde a decisão até a efetivação da prova. Logo após, os palestrantes finalizaram o evento com um recado: “Vai ser difícil, terão que abster de muitas e muitas coisas em prol dos estudos. Mas não desistam, vai valer a pena”.

NEP promove atividade sobre competíªncia digital

Falar sobre o mundo digital, tecnologias e de como o estudante pode usar essas ferramentas a seu favor. Essas temáticas serão debatidas nesta terça-feira (1), durante a atividade “Competência digital: desafio para os estudantes do século XI”. A aula, promovida pelo Núcleo de Ensino Personalizado (NEP) da Dom Helder, contará com os professores Adair Rocha e Cláudia Madrona. A atividade vai ocorrer nos turnos da manhã e noite.

Abaixo mais informações da oficina. Participe!

“Competência digital: desafio para os estudantes do século XXI”

Horário: Manhã: 11h30min às 12h30min – Noite: 17h20min às 18h20min

Local: Sala 51, Prédio I.

Validação: Três horas de atividades complementares na área de ensino

Vagas: 60

Contato: 2125-8802

Valor da inscrição: R$12

Inscreva-se online

Observação: Somente poderão participar aqueles inscritos pelo Portal Acadêmico.

QUER CONHECER A DOM HELDER E A EMGE MAIS DE PERTO?

Estamos de portas abertas pra você!

Agende uma visita Tuor Virtual

© 2022 Escola Superior Dom Helder Câmara - Todos os direitos reservados